Topo

Artigos

Sylvia Romano

Sobre o autor:

Sylvia Romano

Advogada trabalhista, responsável pelo Sylvia Romano Consultores Associados, em São Paulo Capital.


E-Mail: sylviaromano@uol.com.br

A segurança é a eterna vigilância

Mais uma vez a direção do PT convoca o partido e a sociedade na luta para regular a ação da mídia. Mais uma vez eles tentam de certa forma calar a imprensa para que os desmandos do partido e, principalmente dos seus dirigentes, não venham a público e que a corrupção implantada não venha a ser exposta.

Andam fazendo de tudo para permanecerem eternamente no poder para que os correligionários, alguns pelo menos, possam continuar “ad infinitum” mandando e cada vez mais se locupletando graças a um nível de corrupção jamais havido em toda a história do País.

O Congresso do partido que aconteceu na última semana bem demonstrou o que pensam os filiados presentes ao encontro, que aplaudiram de pé o “Rato Mor” a despeito dos escândalos que a figura vem se envolvendo há longo tempo — escândalos estes provados e documentados pelos principais veículos de comunicação não corrompidos pelo sistema implantado.

Até os mais eminentes do PT ficaram constrangidos com a situação, como se pode ver por foto amplamente divulgada que estampou as primeiras páginas de jornais e revistas sérias do Brasil. Ficou público e notório que quem manda mesmo é o Sr. José Dirceu, que até mostrou o língua nas costas de um apalermado ex-presidente e de uma constrangida atual primeira mandatária. Diante dos fatos não há como se negar que quem manda é ele.

Pretende a nefanda figura agora calar os que vêm sistematicamente denunciando os seus desmandos e a sua exponencial ascensão financeira comprovada e não justificada. Mesmo assim, não considerada pelos afiliados do partido que como fanáticos de alguma seita religiosa não colocam sob suspeita nada do que está sendo denunciado em razão de uma cegueira ideológica que tudo esconde e que tudo permite ao sumo sacerdote, que como um “Czarina Rasputin” tropical fica a comandar um governo a distância e a seu bel-prazer, visando unicamente o poder.

Já está mais do que na hora de os políticos e os brasileiros de bem começarem a se mobilizar contra essa estratégia de calar quem denuncia enxurradas de escândalos e desmandos, seja através do engajamento em campanhas que demonstrem a insatisfação, seja via redes sociais ou mesmo em movimentos como o que os “caras-pintadas” fizeram no passado e que não sei se por estarem fazendo parte do atual botim, ou por terem perdido a capacidade de se indignar, optaram por se acomodar mesmo diante de tantos descalabros.

Se como dizia minha vó a segurança é a eterna vigilância, acho que é chegada a hora de todos nós começarmos a vigiar a nossa liberdade e a nossa democracia, pois mesmo que muitos achem que essas conquistas são irreversíveis a história pode provar o contrário, vide o número imenso de ditadores que ainda estão por aí sobrevivendo.

© 2017 - Jornal Direitos - Todos os direitos reservados
By inforsis and CL